16 de out de 2011

Excesso de internet pode significar depressão

imagem_internet_vs_depressao

No último sábado (15/10/11) abordei aqui o tema da depressão na série “Palavra do Dia”. São alguns versículos que nos mostram como o nosso Deus é maravilhoso em nos ajudar a superar esse problema, problema que aliás tem crescido bastante, inclusive no meio cristão. O tema me chamou a atenção e me levou a pesquisar mais sobre o assunto. Procurarei abordar nos próximos dias um pouco mais sobre essa doença, espero que ajude aqueles que sofrem, já sofreram, ou que possam vir a sofrer com esse mal.

Diversas matérias apontam a depressão como “a doença do século”. Sílvia Ivancko, psicoterapeuta e psicóloga do Instituto de Cancerologia de São Paulo afirma “A depressão é um problema de saúde pública, e será o mal do século 21, juntamente com a síndrome do pânico”. Realmente os números são alarmantes e para agravar ainda mais esse quadro um estudo recente da Universidade de Leeds comprova que usuários dependentes do mundo virtual são cinco vezes mais mais deprimidos que internauta comum. Leia mais abaixo a matéria na íntegra.

Para os cristãos a internet tem se mostrado uma poderosa ferramenta de evangelismo, e até de formação de opinião. Mas o cuidado com o exagero sempre se faz necessário, “todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas.” (1 Coríntios 6:12 RA).

A internet como meio de crescimento espiritual, de trabalho e até de lazer pode ser bastante útil, mas quando ela deixa de ser um meio e passa a ser um fim em si mesma é hora de acender o sinal vermelho. Confira a reportagem na íntegra:


Excesso de internet pode significar depressão, diz estudo

O vício em internet pode significar uma doença grave. Segundo pesquisa realizada pela Universidade de Leeds, ficar muito tempo conectado ao mundo virtual é um sintoma de depressão.

O estudo, que contou com a análise de 1,3 mil pessoas com idades entre 16 e 61 anos, apontou que usuários viciados em internet são cinco vezes mais deprimidos que internautas comuns.

"Nossa pesquisa indica que o uso excessivo da internet está associado com depressão, mas o que não sabemos é o que vem primeiro. Se as pessoas depressivas são atraídas pela internet ou se o uso da rede causa depressão", disse Catrina Morrison, uma das responsáveis pelo estudo.

O resultado também registrou que a maioria das pessoas que sofrem desse mal estão na faixa dos 21 anos. Segundo os pesquisadores, essa depressão é apresentada quando os internautas trocam a interação social pela virtual.

O próximo passo do estudo é desvendar a natureza da relação e descobrir qual vem antes, a depressão ou o vício. Em seguida, os pesquisadores querem avaliar o que causa essa dependência.

Fonte: Abril.com


E então o que você acha? A depressão gera o vício, ou o vício gera a depressão? Dê a sua opinião.

Por Anderson Andujar.

*Lembre-se, agora você pode comentar usando sua conta do Google, Twitter, Facebook, Yahoo, OpenID ou Disqus. Experimente.